O QUE ESTAMOS COMENDO?

Estudos recentes têm observado pequenos fragmentos de plástico em carne eviscerada de peixes secos.

Olá, querido leitor! Venho através desse post levantar uma questão muito importante: a poluição da água pelo plástico! Como essa poluição afeta animais aquáticos, como os peixes, e chega a nós, seres humanos. Vem comigo!

Que nossas águas estão sofrendo com o descarte incorreto de plástico, a gente sabe. Afinal, só o Brasil produz 11.355.220 milhões … Leia mais...

7 respostas para “O QUE ESTAMOS COMENDO?”

  1. Parabéns Vanessa pelo seu trabalho, deu pra compreender a ideia geral do seu projeto. Só uma curiosidade: O peixe que iras trabalhar tem alguma influencia nesses componentes descartáveis?. Entretanto seu trabalho está ótimo.

  2. Oi Vanessa, seu post tá bem legal, bem direto, eu apenas senti falta de um pouco mais de cor, alguns parágrafos poderiam ter um cor para torná-los mais destacados. Quando você fala do quantitativo de plástico produzido, reciclado e descartado, teria sido interessante ter usado um gráfico, ou Smar Art do Power Point para entender esses números de forma mais fácil e rápida. Esse post evidencia o nicho do seu trabalho e não especificamente a parte técnica, achei bem interessante, principalmente por que o assunto é bastante pertinente para a população.

  3. Vanessa, eu me perdi um pouco na sua leitura, não consigo ver o seu objetivo, me parece que você vai estudar muitos efeitos, não vejo a sua pergunta científica também. O tema é bem emergente, gosto de temas assim, englobando impactos ambientais, nisso você descreveu muito bem! Sucesso no seu trabalho flor.

  4. Vanessa, acho que, além de usar os números, você pode fazer uma analogia de proporcionalidade com algo mais palpável quando você fala da quantidade de plástico produzido e reciclado. Por exemplo: o plástico produzido equivale a um campo de futebol enquanto o que é reciclado representa o círculo central ou mesmo uma bola. Isso vai fazer com que todos entendam melhor a dimensão do nosso “aperreio”.
    Outra coisa: vc termina falando para cada um nós fazer sua parte. Mas você não acha que esse problema envolve um pesado interesse financeiro e quem mais precisa ser cobrado é o poder executivo? E que o grosso da população quase nada pode fazer?

    Parabéns por trabalhar um tema tão atual de de grande importância!! Além disso, seu texto está muito gostoso de ler.

  5. Oi, Vanessa!

    Eu gosto muito dessa problemática, bastante interessante!

    Tenho uma dúvida, quando você diz que há “alterações no comportamento larval”, essa alteração é pela transmissão vertical do contaminante?

    Ansioso para ver os resultados de sua pesquisa, abraços.

  6. Oi Vanessa, muito interessante sua publicação pois a mesma instiga bastante curiosidade sobre o assunto abordado. Mas notei alguns pontos na minha opinião que precisam ser reformulados para melhor clareza e link entre os parágrafos. Farei a segui algumas sugestões, caso concorde rs. Espero ajudar.
    No primeiro parágrafo onde colocas “Olá, querido leitor! Venho através desse post levantar uma questão muito importante: a poluição da água pelo plástico! Como essa poluição afeta animais aquáticos, como os peixes, e chega a nós, seres humanos. Vem comigo!” Que tal colocar assim… “Olá, querido leitor! Venho através desse post levantar uma questão muito importante sobre a poluição da água pelo plástico. Talvez você esteja se perguntado, mas como essa poluição afeta os animais aquáticos, como os peixes, e chega a nós, seres humanos? Instigante não é?Vem comigo para juntos desvendarmos esse fato interressante!” (isso gera uma forma de conversa com o leitor, pelo menos eu notei que foi a sua intenção instigar um “diálogo”), caso não, desconsidere.

    Outra observação… Achei que falta um link entre a introdução citada acima e o 2° parágrafo. Nota-se que a primeira estrofe do 2° parágrafo encontra-se solta. Talvez se inverter a fase facilite o link com o restante do texto. Que tal… “Sabemos que nossas águas estão sofrendo com o descarte incorreto de plásticos nos rios, pois, só o Brasil […].

    No 4° parágrafo você faz a seguinte colocação… “Bem, além do consumo e descarte”, acho que a colocação “consumo” não se aplica! Seria mais apropriado a seguinte colocação… “A utilização e descarte irresponsável do plástico prejudica a vida aquática […] pois, vários estudos […]”.

    Outro ponto, seria interessante ao final você fechar com chave de ouro sua publicação falando sobre a sua pesquisa, pois o seu texto está instigando a curiosidade mas falta a cereja do bolo!

    Vanessa, são somente algumas sugestões, espero ter contribuido. Ps. desculpa qualquer incoveniência rs.

    Atenciosamente,

    Cristhiane Zurra.

  7. Oi Vanessa,
    Concordo com os comentários dos colegas, apesar de ter gostado bastante do modo descontraído como você escreveu. Mas faltou informações importantes sobre sua pesquisa. Por exemplo: Concordo com o Renato sobre a necessidade de exemplificar os tamanhos, com a Ana Caroline sobre melhorar o visual, a da Luana Evillyn sobre os objetivos, e as várias observações da Cristhiane Zurra. Mas o que mais me preocupou foi que você não retornou ao site para interagir com os colegas e melhorar seu texto.
    Abraço,
    Marcio.

Deixe uma resposta