TambaGOD: Você já agradeceu ao Tambaqui hoje?

O tambaqui é um peixe endêmico da américa do Sul, ocorrendo nas bacias do rio Solimões/Amazonas, Orinoco e seus afluentes. Sendo um peixe bastante apreciado no brasil inteiro, por apresentar um ótimo sabor em qualquer prato, houve um aumento da pesca predatória deste animal, resultando assim, na diminuição do número de indivíduos em seu bioma. Por isso, fez-se necessário o estudar mecanismos que possibilitariam a sobrevivência dessa espécie.
O cultivo … Leia mais...

8 respostas para “TambaGOD: Você já agradeceu ao Tambaqui hoje?”

  1. Parabéns colega. Seu trabalho é inovador e sei que terá grande repercussão . O que mais me chamou atenção foi o uso do selênio como influenciador na espécie de tambaqui daqui da região. Não sabia que esta substancia tinha uma ligação com o tambaqui. No final de tudo está super produtivo.

  2. Alan, gostei muito do seu texto, só me incomodou por que os parágrafos não ficaram separados o que gerou um cansaço visual, mas o texto tá bem escrito, eu realmente gostei bastante, seu assunto é pertinente, talvez só o título pudesse ser mudado, porque o peixe não tem nada haver com ser um Deus, kkk! ele vai ser usado como um indicador biológico, entende.

  3. Wayvin, seu título é extremamente criativo e a chamada final, quando se refere à solução do mistério, também valoriza o teor da pesquisa. Mas além de fazermos o exercício de nos comunicar com a comunidade leiga, devemos lembrar também que tentamos levar a ciência que fazemos ao maior número de pessoas, inclusive as desconhecidas. Por isso, senti falta de você dizer quem é o pesquisador (o estudante de mestrado) e a instituição em que realizará a pesquisa, ambos merecem crédito! Sucesso e saúde!

  4. Oi Wavyn,
    Faço das palavras da Melina e da Ana Caroline as minhas palavras. Usar a criatividade é bom , mas sem perder o foco científico. A formatação do texto também não ficou boa, poderia ter explorado mais os recursos do WordPress. Uma coisa que me incomodou bastante foi você ter falado quase nada do selênio, dando muito mais ênfase aos aspectos econômicos do tambaqui. Ponto positivo por ter respondido aos colegas, e um negativo (pra anular o positivo….rsrsrs) por não ter melhorado o texto a partir dos comentários dos colegas.

Deixe uma resposta